Educação Equestre & Trabalho com Gado de Baixo Stress

“Lidc01ar e manejar o gado sem estresse é fundamental para aqueles pecuaristas interessados em estarem alinhados ao Programa EUREPGAP e às tendências dos mercados de carne do século XXI”.

Esse programa foi desenvolvido tendo como objetivo principal, o Controle do Gado, visando baixar o grau de “stress” dos animais envolvidos, contribuindo assim, para uma saúde e uma produtividade cada vez maior na pecuária brasileira.

Todo pecuarista que se preze, sabe que o “stress” afeta a saúde do gado, aumentando a perda de peso e o número de mortes. Mas o fato é que não ele não consegue modificar esse cenário porque o Trabalho com Gado está entregue aos capatazes e vaqueiros que, por sua vez, foram ensinados de uma maneira extremamente primitiva, onde serem bem mandados, destemidos, corajosos e ligeiros são os seus melhores atributos. Acreditam que de alguma maneira, conseguem obrigar o animal a fazer o que estão querendo e quando não conseguem, todo o problema está nos animais e não nos seus procedimentos.

Essa é a razão principal de sequer conseguirem pensar na mais remota possibilidade de executar esse trabalho de maneira planejada, estratégica, calma e não estressante.

Para que tudo isso possa acontecer é preciso ter um time educado e treinado, que conheça o gado de maneira muito mais profunda, compreendendo a importância das Necessidades Internas dos animais (Instinto de Auto Preservação), compreendendo os conceitos de Zona de Fuga, Ponto de Equilíbrio & Espaço de Influência, mudando a atitude e acreditando na capacidade de aprender dos animais e quando alguma coisa sai errada, conseguir perguntar a si mesmo: “O que será que eu fiz para que esse animal reagisse assim?”, esquecendo os velhos conceitos do tipo: ela está com medo da porteira, ela está se lembrando do último curativo no brete, é porque ela nunca entrou aqui antes, etc.etc… Assim que as pessoas envolvidas compreendem a maneira que o gado opera sua vida, podem criar uma maneira de Trabalhar o Gado que esteja adaptada às condições das Instalações e Administração da sua Propriedade. Acreditamos que a maneira mais segura eficiente e produtiva de se Trabalhar com Gado é planejando, prevendo e organizando, montando estratégias de equipe, para que os procedimentos possam ser executados, calma e lentamente.

                       c03 c02

O Cavalo & O Trabalho com o Gado

c04Cavalo foi criado para ser o grande parceiro no Trabalho com o Gado.

Nesse Programa também estaremos focando a importância do cavalo como ferramenta de trabalho, os vaqueiros vão aprender a escolarizar o cavalo enquanto trabalham o gado, precebendo as responsabilidades inerentes à sua utilização, assim como de todo o equipamento. Dessa maneira, estaremos aliando: eficiência, custo benefício e produtividade.

O cavalo está para a pecuária, assim como, o trator está para a agricultura. No entanto, por causa do seu alto valor, o trator recebe cuidados especiais. Aos sábados são lavados, engraxados e lubrificados, da mesma forma, o tratorista recebe cursos a respeito de como operar a máquina visando maior custo benefício e a melhor produtividade. Nas grandes fazendas, a maioria dos tratoristas já sabe que não se pode dar partida num trator sem verificar o nível da água e do óleo. No entanto, na pecuária, pouca importância se dá ao cavalo e aos equipamentos, selas, mantas, cabeçadas, laços etc… Na verdade são muito poucas fazendas que formalizam o cavalo como sua principal ferramenta. Os vaqueiros não tem nenhuma orientação a respeito de como suas ferramentas e seus equipamentos devem ser usados e nada sabem a respeito da sua conservação. Não por maldadCorrerias, estripulias e bravatas são procedimentos absolutamente indesejáveis na pecuária, por causa das contusões e lesões na própria carne, nas articulações e tendões, quando passam pelas porteiras, entrada do brete, nos cochos e no embarque, ocasionando perdas significativas para o pecuarista, tanto na fazenda como no frigorífico por ocasião do abate, assim como, a frequência de acidentes com os vaqueiros que tomam rodadas, se enroscam no laço etc…

Educar os funcionários das fazendas que exploram intensivamente a Pecuária de Corte, levando a eles dados técnicos, práticos, filosóficos e culturais, para que possam desenvolver a Sensibilidade, o Timing & o Bom Senso e assim compreenderem o verdadeiro significado da Zona de Fuga, do Ponto de Equilíbrio e do Espaço de Influência.

Um vaqueiro consciente terá muito mais possibilidades de decidir quando ser ofensivo ou quando ser defensivo é a melhor decisão.

Dessa forma, estaremos transformando-os em verdadeiros Vaqueiros, com responsabilidade e consciência da importância do seu trabalho, além de alinhá-los como o que há de mais moderno no mundo contemporâneo no que diz respeito ao bem estar animal.

É também a forma mais barata de reduzir os prejuízos e aumentar os lucros.

Pessoas educadas se envolvem, se comprometem e querem crescer.e ou abuso mas por pura ignorância. No Brasil não existe nenhuma referência de como tudo isso deve ser conduzido.

Toda a eficiência do Programa depende da qualidade da Integração Homem – Cavalo.

v11Correrias, estripulias e bravatas são procedimentos absolutamente indesejáveis na pecuária, por causa das contusões e lesões na própria carne, nas articulações e tendões, quando passam pelas porteiras, entrada do brete, nos cochos e no embarque, ocasionando perdas significativas para o pecuarista, tanto na fazenda como no frigorífico por ocasião do abate, assim como, a frequência de acidentes com os vaqueiros que tomam rodadas, se enroscam no laço etc…

Educar os funcionários das fazendas que exploram intensivamente a Pecuária de Corte, levando a eles dados técnicos, práticos, filosóficos e culturais, para que possam desenvolver a Sensibilidade, o Timing & o Bom Senso e assim compreenderem o verdadeiro significado da Zona de Fuga, do Ponto de Equilíbrio e do Espaço de Influência.

Um vaqueiro consciente terá muito mais possibilidades de decidir quando ser ofensivo ou quando ser defensivo é a melhor decisão.

Dessa forma, estaremos transformando-os em verdadeiros Vaqueiros, com responsabilidade e consciência da importância do seu trabalho, além de alinhá-los como o que há de mais moderno no mundo contemporâneo no que diz respeito ao bem estar animal.

É também a forma mais barata de reduzir os prejuízos e aumentar os lucros.

Pessoas educadas se envolvem, se comprometem e querem crescer.